Bruno pode voltar para a prisão

Ministros do STF votaram contra o habeas corpus que garantia a liberdade do goleiro

O Supremo Tribunal Federal (STF) decidiu, na tarde desta terça, a volta do goleiro Bruno para a prisão. Os ministros da casa votaram contra o habeas corpus que garantia a liberdade do goleiro. A decisão foi tomada por três votos a um.

Desde que teve a liberdade concedida, o Bruno estava jogando no Boa Esporte, de Minas Gerais.

Bruno foi condenado pelo assassinato de Eliza Samúdio em março de 2013. A peno foi de 22 anos e três meses. Em fevereiro deste ano, o ministro Marco Aurélio Mello determinou que ele o jogador tivesse o direito de recorrer em liberdade. Antes da soltura, ele havia cumprido apenas seis anos e sete meses da pena.

 

 


Compartilhe
Share on FacebookShare on Google+Tweet about this on TwitterPin on PinterestCompartilhe no WhatsApp

Comentários

homem bate poste portal tridimensional
Homem bate em poste para acessar ‘outra dimensão’

Motorista  que queria atravessar um portal tridimensional, bate em poste Um homem bateu em um poste na cidade de Contagem,

Fechar